Selomar Blödorn

Selomar Blödorn

Segunda, 10 Julho 2017 04:23

Conquiste Sua Felicidade

Alguém quer ser infeliz? Não, não quer. Mas o que realmente traz felicidade? A nova onda agora é trabalhar e criar empresas felizes. Empresas que valorizem seus colaboradores, que sejam éticas, social e ecologicamente corretas, que saibam atrair e reter os talentos.

O melhor dos mundos é estar feliz consigo mesmo e com o seu trabalho. Ter encontrado algo que realmente se gosta de fazer e, assim, ser muito mais produtivo. Mas o conceito de felicidade tem sido banalizado. 

É comparada ao sentimento de prazer, de posse e status. Essas são felicidades que não se mantêm ao longo do tempo. A revista Superinteressante publicou certa vez o resultado de estudos dos mais variados especialistas sobre felicidade e comportamento humano e eu gostaria de destacar abaixo alguns pontos práticos que podem nos ajudar a encontrar e praticar a famosa felicidade, e assim ajudar este mundo a ficar um pouquinho melhor. Vamos a eles. 

Prazer: O prazer nos traz a sensação de felicidade, só que ele não é pleno e duradouro, mas nem por isso deixa de ser essencial na vida de qualquer pessoa. O prazer é um dos componentes que nos deixam felizes; é a forma mais fácil de buscar felicidade, só que não se sustenta como propósito de vida.

Engajamento: O engajamento nos traz um grau maior de felicidade, pois induz ao autorrespeito e à autorrealização. Nada de deixar a vida te levar, conduzir sua carreira aos trancos e barrancos, movida ao acaso. Nada acontece por acaso. Participe ativamente de sua vida. 

Dinheiro: É bom, mas não é tudo. É uma questão polêmica! Cada um tem suas considerações. 

Desafios: Uma forma de crescer e superar nossos limites.

Exercícios quem diria, hein! Nosso corpo adora! Trate de correr para a academia. 

Altruísmo: Ajudar o próximo e praticar o bem. Seja feliz, fazendo os outros felizes.

Importância: Ser aceito e útil no meio em que se vive.

A questão é você conseguir ter, em sua vida, mais momentos felizes do que infelizes, pois ninguém está feliz o tempo todo. A felicidade, na verdade, é conquistada diariamente e não existem fórmulas mágicas. Felicidade não é um fim, mas consequência. E uma boa maneira de ser feliz é justamente não ficar procurando a felicidade por todos os cantos.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

Terça, 06 Junho 2017 11:10

Sucesso em Plena Crise

“O sucesso é uma questão de não desistir... O fracasso é uma questão de desistir cedo demais”. 

Quando nada parece ajudar, observe um cortador de pedras martelando uma rocha. Você irá perceber que ao golpeá-la cem vezes, poderá nenhuma aparecer.

    No entanto, na centésima primeira martelada, a pedra se abre em duas. Descobrimos neste momento que não foi a última que conseguiu o êxito mas todas que vieram antes.

    O sucesso é o conjunto dos dias, dos meses, dos anos, das ideias, dos detalhes, da força e participação de toda uma equipe.

    Veja o exemplo da Grande Muralha da China. São 25 mil torres. Ela serpenteia 2.400 km contornando e ultrapassando acidentes da natureza, subindo do sopé ao cume, cruzando rios e vales.

    Trezentos mil homens começaram a construção. A esse exército, juntou-se depois outra força de trabalho com outros tantos milhares de homens.

    Vários materiais foram usados como tijolos, pedras, granitos e  muitos tipos de rocha... Porém, o mais importante durante toda a construção que a fez seguir em frente foi a perseverança.

    Eles enfrentaram ventos gelados, tempestades de neve no inverno e de areia no verão.

    O sucesso é construído através da aptidão para o trabalho, passo a passo com obstinação, com determinação.

    Um dia antes do descobrimento da América, a tripulação pressionava o Comandante do navio, Cristóvão Colombo, a voltar para a Europa, porque estavam ficando sem água e mantimentos e receavam perecer em alto mar.

    Qual foi a resposta de Colombo? Não, nós estamos a um metro de Deus e não vou desistir. 24 horas depois eles avistaram a Terra, o Novo Mundo, a América.

    O sucesso é dar um passo a mais, é caminhar um quilômetro extra, é ir além do horário, é fazer mais do que a sua lista de tarefas.

     Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

Terça, 09 Maio 2017 11:01

A Um Passo da Qualidade

Li certa vez uma frase que resume bem qual é o segredo de pessoas e empresas as quais podemos chamar de vitoriosas. Era mais ou menos assim: "Quem faz somente aquilo que lhe é pago, não merece nem o quanto recebe". Ou seja, não basta simplesmente oferecer produtos e serviços de qualidade, para que realmente se tenha sucesso, é preciso ir um passo além e apresentar um ponto de diferenciação, como um atendimento especial, em que se olhe diretamente nos olhos do cliente ou uma Identidade Visual totalmente inusitada que chame a atenção dos clientes, cativando-os e mantendo-os fiéis a marcas, lojas, sites e produtos. 

Empresas que se limitam a praticar o marketing da cartilha tradicional, atuam como se estivessem apenas procurando "vender o peixe". As empresas que estão preocupadas com o seu futuro, prestam muita atenção no presente, não ficam apenas tentando seguir tendências e sim criando tendências. Podemos dizer que elas buscam "vender a experiência de desfrutar de um linguado grelhado com ervas frescas e champignon". Ou seja, servir um bom peixe, é básico. Para ser único, o restaurante deve proporcionar ao cliente, uma experiência sensorial única e completa, como uma boa apresentação do prato, música, decoração e iluminação agradáveis.

As empresas que se estabelecem, são as que encantam os consumidores, proporcionando uma experiência sensorial memorável. O consumidor está cada vez mais exigente e as empresas vencedoras são as que sabem que não basta apenas tentar vender o peixe. Mais de 85% das decisões de compras são realizadas no próprio PDV e as empresas que dão importância a isto e investem no PDV, estão se destacando e através de experiências estéticas, deixando o marketing tradicional para os concorrentes.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

Quarta, 12 Abril 2017 05:35

Não Tema Novas Responsabilidades

Todos querem crescer na vida, mas quando se fala em assumir novas responsabilidades muitos profissionais temem suas consequências. Não tema essa nova fase de sua vida. Veja alguns pontos que irão lhe ajudar no momento de transição:

Não tema riscos. O risco pode ser administrado. Em um primeiro instante o novo desafio pode parecer ambicioso demais ou fora de sua capacidade técnica, mas dê tempo ao tempo, pois sempre existe a fase de adaptação.

Aprenda a lidar com a pressão. A tendência não é a pressão diminuir, mas sim aumentar. A concorrência é forte, liderar pessoas não é fácil, além dos famosos fatores políticos e externos. A pressão é algo que estimula a atingir novos

resultados, mas cuidado com o seu excesso. 

Conquiste o respeito da equipe. Ao assumir uma nova função deixe claro que você veio para ajudar e ser ajudado. Prove seu valor com naturalidade e aprenda tudo o que puder o mais rápido o possível. Mesmo que você tenha de impor mudanças drásticas faça isso sempre explicando o porquê e comunicando com transparência as razões de determinadas atitudes. 

Desenvolva as pessoas. Liderar é desenvolver e educar pessoas. Mostre que existem formas de crescer na empresa e que você está disposto a ajudar a todos que mostrarem seu valor. Investimento em pessoas é um forte componente motivacional. Deixe as pessoas demonstrarem suas competências.

Prepare sucessores. Esteja atento a atitudes e ao trabalho de outras pessoas que podem vir a substituí-lo. Descentralize atividades e deixe sempre alguém preparado para a sua função.

Aprenda a lidar com as pessoas. É a capacidade de lidar com pessoas que determina o sucesso ou fracasso da sua carreira. O que move sua empresa, o que traz lucro e inovação são as pessoas. Elas são a razão de tudo. Ponto.

Assumir novas responsabilidades implica em aprimorar competências e não temer novos desafios. Uma jornada que será muito estimulante na sua carreira.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

Segunda, 20 Fevereiro 2017 08:46

Destacando-Se Na Multidão!

No futuro teremos também dois tipos de profissionais... Os desempregados e os que mudaram. Quais são os pilares que sustentam esse pensamento? 

- Vamos receber cada vez menos para fazer o que todo mundo faz... O sucesso hoje depende de a gente fazer o que a maioria não faz. Os vencedores fazem o que os perdedores não querem fazer.

- Só irão sobreviver os mais capazes, mais competentes, sejam empresas ou profissionais. Hoje, no Brasil, 800 empresas quebram por dia e ao mesmo tempo abrem 1.500 novas.

- Trabalhar com prazer. Não basta cumprir com as obrigações. Quando o trabalho é um prazer a vida é uma alegria. Quando o trabalho é um dever, a vida é uma escravidão. E este duplo sentimento estão presentes no sucesso ou fracasso de uma organização.

- Formar líderes competentes. 75% das pessoas pedem a demissão do chefe e não da empresa. E, neste foco, um dado preocupante da pesquisa do Instituto Gallup:79% dos brasileiros são desmotivados no trabalho.

A pergunta que se faz é: Por que as empresas quebram? Porque perdem os seus diferenciais competitivos, não inovam, não criam produtos e serviços novos, param no tempo, não treinam, não acompanham as mudanças na velocidade exigida pelo mercado. Fecham suas portas porque se preocupam mais em vender e esquecem a essência do negócio: a rentabilidade.

As empresas investem milhares em prédios, máquinas, equipamentos... E tem certa dificuldade em investir alguns milhares em pessoas, em treinamentos técnicos e motivacionais que busque o conhecimento, o comprometimento, o entusiasmo pelo trabalho e pelo negócio.

O líder de sucesso destaca-se na multidão. As pessoas trabalham em função do seu chefe. Liderar é saber comandar pessoas neste caminho estreito que divisa a amizade da frieza. Guarde bem uma coisa: Não se lidera amigos! Os amigos nos acompanham, discutem intimidades, contam seus problemas. Essa é a diferença do mundo real para a ilha de fantasia. Quando não há identificação do gestor com sua equipe, as pessoas preferem o risco de ficar desempregadas a viverem ao lado dele.

O melhor que se pode dizer das empresas de sucesso é que elas não caem na armadilha dos iguais. Não basta ser o melhor, tem que ser diferente!

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

Sexta, 09 Dezembro 2016 08:59

5 Dicas Para Procurar Emprego

Esteja trabalhando atualmente ou não a busca por um novo emprego é algo que deve ser feito continuamente, pois o mercado está cada vez mais dinâmico e instável e, portanto, quem ficar parado esperando para ver o que vai acontecer ficará obsoleto e desatualizado.

Porém, procurar um emprego nos dias de hoje é algo diferente, pois requer algumas técnicas e posturas diferentes de décadas atrás. Para facilitar neste processo escrevo abaixo 5 dicas para procurar emprego.

  1. MUDANÇA DE MENTALIDADE - o primeiro passo é entender que "seu novo emprego" é procurar emprego. Portanto, é necessária uma postura focada nesta atividade. Usar as horas do dia para esta finalidade, como se estivesse trabalhando normalmente.
  1. FOCO - definir o que você quer profissionalmente. Analisando sua experiência e formação acadêmica orientar sua busca de vagas para oportunidades compatíveis com elas. Evitar dispersar ou, na linguagem popular, "atirar para todos os lados". Comece com ações direcionadas para o que você realmente deseja.
  1. NETWORKING - seus contatos, amigos e conhecidos são importantes neste momento, pois podem ajudar a encontrar o emprego desejado. Ative seu networking sem vergonha de dizer o que busca.
  1. CURRICULO - é básico, mas tem gente que se esquece de atualizar o currículo. Outro cuidado fundamental é torná-lo objetivo e focado. Lembre-se que quem irá ler e analisar já recebe tantos outros e, portanto, quer ver informações úteis sobre você e que possam acrescentar a empresa algo positivo.
  1. AUTOESTIMA - manter o bom humor, cuidar da aparência e agir de forma positiva é elementar para este momento. Nem sempre é fácil, mas é um exercício pessoal que deve fazer parte deste processo e também para depois de empregado. Muitas oportunidades profissionais acontecem por afinidade com o empregador ou a impressão positiva que um candidato deixa na hora de uma entrevista ou na entrega de um currículo. Cuide-se.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

Segunda, 07 Novembro 2016 14:33

Se você mudar, o mundo muda com você!

O Ponto de apoio por trás de todos os passos que damos na vida chama-se atitude. Uma mente aberta proporciona crescimento e ninguém aprende nada se não admitir que não conhece tudo. Se a capacidade de escolher é nossa maior liberdade, não podemos abrir mão de escolher o nosso caminho. Quem quer ser alguém tem que sair do caminho de ninguém, sabendo que o alguém pensa positivo e o ninguém apenas reclama da vida.

O ser humano sabe que está onde seus pensamentos o levam e que está construindo o futuro pela qualidade de sua forma de pensar. Ninguém pode lhe dar paz a não ser você mesmo. As nossas atitudes nos empurram para frente, na direção de nossas vitórias ou fazem com que nos atolemos na derrota.

O fracasso e o sucesso são primos em primeiro grau e trilhar cada pedaço desta estrada é sempre uma questão de escolha, de atitude de fé, de olhos de fé, coisa que muitos acham até uma besteira, mas que fazem a diferença na vida de muitos. Por isso sempre falo que não existe meia fé como não existe meia verdade. Meia verdade, aliás, no meu vocabulário, é mentira. A fé é assim: ou é ou não é, não existe meio termo.

Na verdade, somos nossas próprias atitudes, pois vivemos num mundo de escolhas. Uma mudança na maneira de pensar e agir pode resultar em mudanças drásticas na vida de uma pessoa.

Tenho percebido que na vida mudam-se os personagens, mas a história continua a mesma, isto é, se repete. Aquilo que tanto criticávamos em nossos pais, na condição de filhos, agora na condição de pais agimos rigorosamente iguais com os nossos filhos. O modo como encaramos a vida determina nosso sucesso ou nosso fracasso.

As três melhores atitudes que podemos assumir para ter mais sucesso e melhorar resultados na vida são: Pensar com a mente aberta; pensar por si mesmo e pensar de modo construtivo. Aprender é uma atividade vitalícia e isso precisa ser ensinado com urgência. Ninguém nunca sabe tudo e graças a Deus que é assim, caso contrário, não teríamos motivos para crescer. A lamentação é um vício nacional.

Para que as coisas mudem e melhorem, o melhor é começar por nós mesmos, nossos pensamentos e nossas atitudes, ou seja, ter coragem para mudar.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

 

 

 

Quinta, 08 Setembro 2016 18:15

O que significa motivação?

O ser humano possui duas escolhas na vida: ficar onde está, sem evoluir um único centímetro, ou ir em busca de suas conquistas e alcançar objetivos pessoais e profissionais. Para alguns, isso é chamado de "livre arbítrio", para outros "arregaçar as mangas e correr contra o tempo". Não importa que denominação receba a força que move as pessoas. A motivação é algo que se alimenta do interior de cada indivíduo, e cabe a cada um fazer o seu papel.

Por outro lado, vale lembrar que as empresas também possuem uma importante parcela de colaboração para motivar os profissionais. A questão em si não é o quanto investir, mas que ações realmente fazem os indivíduos sentirem-se parte da realidade corporativa e não apenas serem meros espectadores. O ser humano é motivado por natureza, vindo de uma fusão de equipe, o pai e a mãe, cada um entrando com 23 cromossomos e nessa fusão acontece uma verdadeira explosão de 300 bilhões de genes.

Nasce aí o ser mais motivado do mundo, vencendo uma concorrência em gens equivalente a quase 50 populações do planeta Terra. O ser humano nasce, cresce e vive num ambiente global e competitivo onde uns tem mais sucesso que outros. É a competição da vida. Alguns são até mais felizes que outros. Assim, no universo corporativo, penso que o que vai definir o resultado é essa junção das duas situações, ou seja, da parte da empresa, criar mecanismos que trabalhem o estímulo das pessoas e da parte dos funcionários entenderem que eles podem buscar suas diferenças, buscando conhecimento. É isso que constrói uma carreira de sucesso no mercado.

Conhecimento destrói incertezas. Conhecimento com motivação constrói resultados. A pergunta que se faz é: Como trabalhar a motivação? O líder deve saber trabalhar com duas situações. Em primeiro lugar, perceber que ele estará diante de pessoas e estas são na sua essência muito diferentes, com reações e perfis diferentes. O que fazer? Saber aceitar as diferenças individuais e ao mesmo tempo trabalhar o potencial de cada um. Não se pode construir uma empresa 100% em excelência e resultados com uma equipe 50% em comprometimento com metas, qualidade ou na aceitação dos desafios.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

Quinta, 28 Julho 2016 05:32

O Poder das Pequenas Vitórias

Vivemos numa sociedade onde todo mundo só olha para aquilo que tem alto impacto. O que é importante explode na mídia. O resto não existe. O que chama a atenção é para a brutal carência de autoestima de todos nós, versus a necessidade de buscarmos grandes êxitos, efeitos retumbantes e o esquecimento, a desvalorização total do poder das "pequenas vitórias". 

As pequenas vitórias são aquelas que conseguimos - em grande maioria, anonimamente. Vencermos uma preguiça diária, para colocarmos em ordem um arquivo de dados históricos da nossa empresa; realizarmos novas vendas, ainda que pequenas, para clientes novos, ampliando o campo de possibilidades do nosso empreendimento; despedirmos um parente inútil que carregamos nas costas por mais de dez anos; conseguirmos dizer eu amo você, para um filho ou uma pessoa querida, vencendo a vergonha interior de assumir isso; largar um emprego onde não havia mais satisfação alguma de felicidade nele; mudarmos de vida, de cidade, de relações; começarmos e terminarmos a leitura de um livro importante para nossa profissão, mas que era muito chato de ler; finalizar uma tese, um trabalho na escola; acabar com um vício. 

As pequenas vitórias são aquelas que precisamos aprender a celebrar todos os dias, pois se não fizermos isso, com certeza ficaremos dominados pelas pequenas derrotas. Elas vão se agigantando na nossa mente e ficamos cada vez mais dependentes dos ídolos, dos símbolos de sucesso e status que nos cercam, para termos alguma ideia de que somos alguém. 

A necessidade da idolatria, das constantes referencias ao empreendedorismo do Bill Gates, ao glamour do mundo de Caras, aos casamentos de negócios entre pessoas famosas, dessa "fofocada" toda de superficialidade e de exemplificações inatingíveis para a grande maioria dos mortais, só servem ao objetivo de anestesiar todos nós, e nos mantermos reféns e dependentes de um falso grande poder de sucesso mágico.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

A frase "Tamanho não é documento" pode ser uma reflexão interessante para muitas situações da vida. No caso do varejo também. Uma loja não precisa ter dimensões gigantescas para ser eficiente e lucrativa. Mais importante do que os metros quadrados que ela ocupa é que ela "ocupe" realmente o seu espaço, com a devida competência.

Mesmo um comércio de pequeno porte ou uma loja de bairro, ou até mesmo focada em determinado segmento, pode ter uma operação eficaz. Ela só não pode ser modesta na disposição para ouvir o mercado - seus clientes e público-alvo, principalmente -, e no exercício permanente de investir em treinamento.

Entende-se por treinamento tudo que considere melhorar o desempenho de sua equipe, seja ela de qualquer área. Uma equipe de compras bem formada, por exemplo, tem olhar atento e ouvidos sensíveis ao que acontece ao seu redor. Sabe observar a concorrência e criar alternativas para competir de forma criativa e ética.

Na parte de vendas, o treinamento terá a missão de formar uma equipe preparada para orientar os clientes em suas compras, a serem atenciosos sem que sejam inconvenientes, a não responder qualquer coisa diante de uma pergunta mais específica, deixando o cliente mais inseguro do que já estava, por exemplo. Este, aliás, é o pulo do gato em muitos lugares.

Saber entender o que seu consumidor valoriza e desenhar a loja - do mix de produtos, estoque até à disposição na gôndola - da forma que o SEU CONSUMIDOR se sinta bem recebido; ter uma equipe capacitada, educada e que possa ser um consultor do cliente na hora de alguma dúvida; praticar preços adequados para o seu segmento, tudo isso vai fazer de sua loja uma referência para quem a frequenta e contribuir de forma significativa na fidelização de uma boa clientela.

 

SELOMAR PALM BLÖDORN

PRESIDENTE ACI/CDL 2015/2017

 

InícioAnt12PróximoFim
Página 1 de 2