• Natal 2008
Segunda, 25 Abril 2016 16:39

Mercado prevê Selic em 13,25% no final deste ano

Estimativa é que o PIB caia 3,88% em 2016. Se confirmada a queda, será o maior encolhimento da economia brasileira em 26 anos, de acordo com o boletim Focus.

Instituições financeiras esperam que a taxa básica de juros, a Selic, seja mantida em 14,25% ao ano, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), marcada para amanhã (26/04) e quarta-feira (27/04).

A previsão faz parte do boletim Focus, publicação divulgada hoje (25/04) pelo Banco Central (BC), com base em projeções de instituições financeiras para os principais indicadores econômicos.

Para o final de 2016, a mediana das expectativas (desconsiderando os extremos das projeções) para a Selic passou de 13,38% para 13,25% ao ano. No fim de 2017, a expectativa para a taxa caiu de 12,25% para 12% ao ano.

A taxa básica é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve como referência para as demais taxas de juros da economia.

Ao reajustá-la para cima, o BC contém o excesso de demanda que pressiona os preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando reduz os juros básicos, o BC barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas alivia o controle sobre a inflação.

A estimativa das instituições financeiras para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), passou de 7,08% para 6,98%, no sétimo ajuste seguido. Para 2017, a estimativa caiu de 5,93% para 5,80%, na terceira queda consecutiva.

As projeções estão acima do centro da meta, de 4,5%. A estimativa para 2016 ultrapassa também o teto da meta de inflação, que é 6,5%. O limite superior da meta é 6% em 2017.

A estimativa do mercado financeiro para a queda da economia este ano foi alterada pela 14ª vez consecutiva, ao passar de 3,80% para 3,88%.

Para 2017, a expectativa de crescimento da economia (Produto Interno Bruto - PIB - a soma de todas as riquezas produzidas pelo país) foi alterada de 0,20% para 0,30%.

A projeção para a cotação do dólar foi mantida em R$ 3,80 no fim de 2016, e em R$ 4, ao final do próximo ano.

 

FONTE: DIÁRIO DO COMÉRCIO - http://www.dcomercio.com.br/categoria/economia/mercado_preve_selic_em_13_25_no_final_deste_ano

 

Ler 713 vezes

Santa Casa de Misericórdia

Departamento de Desenvolvimento Empresarial

Calendário ACI-CDL

Março 2019 Próximo mês
D S
week 9 1 2
week 10 3 4 5 6 7 8 9
week 11 10 11 12 13 14 15 16
week 12 17 18 19 20 21 22 23
week 13 24 25 26 27 28 29 30
week 14 31

Painel Associados